topo

ZH Donna: Gaúchas lançam aplicativo que conecta Mães de todo o país.

03/09/2020

Plataforma Benditas Mães reúne fóruns de discussões, comunidade para mulheres e catálogo com especialistas e serviços.

Grupos no WhatsApp para trocar experiências sobre maternidade, fóruns no Facebook como ponte para passar as roupas das crianças adiante, perfis no Instagram para ficar por dentro das novidades no universo da criação de filhos. É isso mesmo: as redes sociais de boa parte das mães funcionam como fonte de ajuda e informação – além de blindar aquele sentimento de solidão que acomete muitas mulheres nessa fase. Pois duas gaúchas decidiram lançar uma plataforma que reúne tudo o que as mães procuram: espaço de conexão, comunidade para debater temas relevantes e catálogo de serviços relacionados à maternidade. Assim nasceu o Benditas Mães, aplicativo criado pelas amigas e empreendedoras Mariana Bertiz e Taís Saraiva e que já pode ser baixado na Play Store e na Apple Store.

– A gente viveu as dúvidas no dia a dia. Será que isso é normal? Só acontece com meu bebê? Meu filho não dormia, precisei contratar uma consultora de sono. Já a Mari teve dificuldades para amamentar a filha, e eu fiz o papel da amiga que dá conselhos, porque já tinha passado por algumas coisas. Uma rede de apoio faz muita falta nessas horas – avalia Taís.

Amigas há mais de 15 anos, elas estavam à frente de um e-commerce de enxoval de bebê, mas venderam o negócio para se dedicar ao Benditas Mães. A decisão foi tomada após a dupla participar do StartupRS 2020, um dos principais programas de aceleração do Sebrae. Com ajuda da consultoria, elas estruturaram a ideia do aplicativo e resolveram investir no novo projeto.

– A pandemia veio para intensificar o que já imaginávamos com o nosso app: usamos cada vez mais o digital para nos conectarmos – ressalta Taís. – Parece tão contraditório dizer que a maternidade é solitária, já que está chegando uma nova vida, mas você pode se sentir sozinha em meio a tanta novidade. Muitas vezes, está vivendo aquele turbilhão, aquele caos, e a maternidade é muito romantizada ainda. Há muito perrengue.

Como funciona o app

O aplicativo é gratuito e foi desenvolvido a partir da ideia de comunidade. Ali, as mães se cadastram e podem trocar experiências depois de "dar match" em outros perfis – a conexão pode ocorrer por geolocalização, explica Taís:

– Dá para trocar uma ideia sobre escolinhas que são do bairro, ou tentar encontrar alguma criança próxima que seu filho possa brincar, por exemplo. Outra maneira é a conexão por interesses, a partir das tags. Quero conversar sobre carreira? Posso procurar outras mães que desejam falar sobre isso também.

Na plataforma, há diferentes grupos que funcionam como fóruns para dúvidas e bate-papo. E também está disponível um catálogo com profissionais e serviços – a vitrina reúne especialidades como consultoras de sono, de amamentação, fisioterapeutas, psicólogas focadas em perinatal, coach de carreira para mães, entre outras. Completam o app uma série de conteúdos sobre maternidade, além de um clube de benefícios em parceria com marcas.

– Estamos sempre correndo, com o bebê no colo, amamentando, só com o celular na mão. É um canal para se sentir acolhida, pertencente a uma comunidade e, ainda, traz a facilidade e a praticidade oferecendo esses serviços. Está tudo em um app só. 

Matéria escrita pela Jornalista Nathália Carapeços, da Revista Donna.

Para acessar a matéria na integra, clique aqui.

novidades anteriores

11/09/2020

Portal UOL: App cria rede de apoio de mães por localização e afinidade

Ler mais
11/09/2020

Diário Gaúcho: Benditas Mães na coluna da Cris Silva sobre maternidade e família.

Ler mais
31/08/2020

Sebrae RS: Startups são destaque no Rio Grande do Sul

Ler mais
Olá, precisando de ajuda? Tire suas dúvidas conosco!