topo

Parto vaginal: alarga a vagina?

17/02/2021

Esse título foi colocado propositalmente, pois, esse é o segundo maior receio das gestantes optarem pelo parto vaginal. O primeiro é o medo da dor. Vamos desmistificar essa história de que parto alarga tudo.

Primeiro, saiba que nosso corpo se prepara a gestação inteira para que um bebê passe pelo canal de parto e saia pela vagina. A ação hormonal que ocorre nessa fase é responsável por aumentar o fluxo sanguíneo da região, aumentando a capacidade de alongamento desse tecido na hora do parto. Além disso, os ligamentos e articulações da pelve permitem um encaixe perfeito do bebê pela sua capacidade de expansão.

Mas e depois do parto? Como fica? A genitália externa e a vagina apresentam edema que regride após 48h. Já no períneo, o estado edematoso demora mais ou menos duas semanas para diminuir. No entanto, a musculatura do assoalho pélvico é para quem devemos chamar a nossa atenção. Essa região sofre um enfraquecimento não somente por conta dos hormônios, mas devido à sobrecarga provocada pelo aumento do volume abdominal. No parto, algumas dessas estruturas podem sofrer lesões provocadas (episiotomia) ou lacerações naturais. Essas lesões podem gerar dores no períneo, algumas disfunções do assoalho pélvico, prolapso de órgão e dor na relação sexual. E como nossa natureza é perfeita, FELIZMENTE lacerações mais graves são raras. Sendo assim, lacerações de mucosa e músculo perineal apresentam boa recuperação.

Estudos apontam que fazer fisioterapia na gestação, diminui as chances de lacerações graves, proporciona melhor cicatrização, diminui o limiar de dor no períneo e diminui em até 4h a fase final de trabalho de parto. Vale lembrar que, independente de ter ou não laceração, uma avaliação com profissional da área é sempre recomendada após o parto.

Por Bianca Boscarino, Fisioterapeuta, Doula e mãe do Miguel.

Para conhecer mais o trabalho da Bianca é só acessar o instagram @fisioterapiaobstetrica.

postagens anteriores

Você sabe o que são os primeiros 1000 dias?

05/03/2021

Os primeiros 1000 dias de vida do bebê (270 dias gravidez + 0 a 12 meses 365 dias + 1 a 2 anos 365)  é considerado uma janela de...

Ler mais

Displasia do Quadril em crianças

04/03/2021

A Displasia do Desenvolvimento do Quadril (DDQ), comumente chamada de Luxação Congênita do Quadril, é um termo que...

Ler mais
Olá, precisando de ajuda? Tire suas dúvidas conosco!