topo

Um bebê com cólica, uma família cansada e estressada!

01/06/2022

Você já ouviu o choro de um bebê com cólica? Ele geralmente é agudo, estridente, crescente e pode durar horas e se repetir por várias semanas. Geralmente, o choro de cólica vem acompanhado de outros sinais, como: 

*o bebê encolhe e estica as perninhas;

* fica com o rosto vermelho; 

* arqueia as costas;

* fecha as mãozinhas;

* barriga inchada e pode soltar gases.

Na maioria das vezes, quando o bebê chora por fome, basta alimentá-lo para acalmá-lo. Quando quer colo ou precisa ser trocado, basta aconchegá-lo entre os braços ou trocar a fralda para que o choro cesse. Porém, quando falamos de cólica, para desespero dos pais, nada parece acalmar o bebê.

Os episódios de choro normalmente começam na segunda semana de vida do bebê e podem ocorrer a qualquer momento do dia ou da noite, com mais frequência no final da tarde e noite. É justamente nesse período do dia em que o bebê e os pais estão mais cansados.

Segundo as mamães que responderam a nossa enquete no Instagram, 60% dos bebês tiveram cólicas, contra 40% que não apresentaram esse sintoma. Ainda de acordo com a nossa pesquisa, o período de cólicas mais intensas foi até os 03 meses

E é exatamente nesse período dos primeiros 03 meses do bebê que vivemos o maior turbilhão da maternidade... Puerpério, hormônios a mil, um mundo de descobertas e novos desafios, como amamentação, sono, vacinas, e as tão temidas cólicas... Ter um bebê chorando inconsolavelmente por horas, durante dias consecutivos é algo extremamente desafiador para os pais, que muitas vezes são tomados por um sentimento de impotência por não conseguir acalmar e ajudar o seu bebê.

Você sabe identificar se o seu bebê está com cólica?

As últimas diretrizes de consenso (ROMA IV) definem a cólica do lactente como: períodos recorrentes e prolongados de choro inconsolável e intenso, que se iniciam de repente sem causa óbvia, com maior probabilidade de ocorrer ao final da tarde ou à noite, e que não pode ser evitado ou resolvido pelos cuidadores. Bebês que sofrem de cólicas geralmente são muito inquietos, irritáveis e mostram sinais de desconforto e dor. É uma condição que se manifesta nos lactentes desde o nascimento até os 4-5 meses de idade.

Mas afinal, por que seu bebê tem cólica? 

A causa da cólica do lactente é desconhecida e provavelmente multifatorial, sendo que hoje em dia estudos mostram que bebês com cólica têm a microbiota intestinal alterada: com aumento de bactérias patogênicas e diminuição de bactérias benéficas. Essa alteração pode gerar acúmulo de gases e inflamação intestinal, causando dor ao bebê. Por isso é tão importante equilibrar a composição dessa microbiota! 

Uma das formas de equilibrar a composição da flora intestinal são os probióticos! De acordo com a Organização Mundial da Saúde, os probióticos são “microrganismos vivos que, quando administrados em quantidades adequadas, conferem benefícios à saúde do hospedeiro”, pois ajudam a manter a microbiota intestinal em equilíbrio e saudável. Para isso, os probióticos interagem com a flora intestinal ajudando a controlar a multiplicação dos microrganismos que podem ser prejudiciais à saúde (patógenos, que causam doenças) e estimulando o crescimento de microrganismos benéficos, além de agirem diretamente nos mecanismos de defesa da mucosa do intestino e estimularem o sistema imunológico. 

Agora que já sabemos por que alguns bebês têm cólica e como identificar os sintomas, chegou a hora de descobrirmos como minimizar os efeitos e, consequentemente, termos uma casa mais tranquila e sem aquele choro que corta o nosso coração de mãe! 

Sim, chegou o Kollis, um suplemento alimentar composto pela associação de duas cepas inovadoras e patenteadas de probióticos. Kollis contribui com a saúde do trato gastrointestinal do lactente, ou seja, ajuda a manter a microbiota intestinal do bebê em equilíbrio e saudável, reduzindo, assim, os episódios de cólica e a duração dos mesmos. Kollis é extremamente seguro: sem açúcar, sem glúten, sem lactose, sem corantes, sem sabor e pode ser administrado desde o 1º dia de vida do bebê – seu bico dosador é prático, seguro e higiênico para facilitar ao máximo a vida das mães! Seu uso contínuo reduz progressivamente o tempo de choro médio diário, com melhoras visíveis a partir do 7° dia! Além disso, o Kollis é eficaz independente do tipo de aleitamento do bebê (materno, fórmula ou misto) e não gera gases e nem inchaço no bebê!

Para saber mais sobre o novo melhor amigo do bebê,  clique no link: "Bebê sem choro" 

 

postagens anteriores

Como me preparar para a chegada do meu bebê?

10/05/2022

Que a gravidez é um turbilhão de emoções, nós sabemos, mas o que talvez nunca tenhamos parado pra...

Ler mais

Hormônios de Sono

22/09/2021

O sono é uma necessidade do organismo como qualquer outra e tem importantes funções como desenvolvimento cerebral,...

Ler mais
Olá, precisando de ajuda? Tire suas dúvidas conosco!