Nutrição no primeiro trimestre de gestação

16/07/2020

A gestação é um período de grandes transformações para a mulher, para seu parceiro e toda a família. São vivências intensas e por vezes sentimentos contraditórios, momentos de dúvidas, de ansiedade, especialmente se você for adolescente. 

Você pode estar sonhando com esse momento há muito tempo ou talvez tenha sido surpreendida  por uma gravidez inesperada.

Mesmo quando a gravidez é planejada, você precisará de um tempo para se adaptar a essa nova etapa da vida. 

Agora seu bebê está a caminho e vocês dois vão passar muito tempo juntos. 

Ao longo desses nove meses seu corpo vai se modificar lentamente, se preparando para o parto e a maternidade. Enquanto o bebê se desenvolve, você também cresce como mulher. A gravidez lhe dará confiança e força para o parto e para cuidar do bebê. Confie em você será um processo intenso e maravilhoso.

1° Trimestre de gestação 

Neste início ocorre a adaptação de seu corpo e de seus sentimentos, trazendo sensações ora de prazer, ora de desconforto. 

Faz parte desse momento a oscilação entre a aceitação e a recusa da gravidez. Fique tranquila, o sentimento de não querer a gravidez pode acontecer e não causará danos ao bebê.

Você vai perceber o aumento dos seios, também pode sentir mais sono, mais fome, enjôos e até ficar mais cansada. 

Não se preocupe, tudo isso é comum! São as adaptações necessárias da gravidez.

É importante alimentar-se de maneira saudável, não ingerir bebida alcoólica nem fumar. 

Os enjôos,  frequentes nesta fase da gestação,  requerem um cuidado adicional com sua alimentação: evite alimentos ricos em açúcares e gorduras (principalmente os ultraprocessados,  como snacks, biscoitos recheados, etc.) e mantenha uma alimentação regular, respeitando um intervalo de 2 a 3 horas entre cada refeição,  alimentando-se com menor quantidade de alimentos (menor volume) mas com bom valor nutricional. 

Lembre-se de consumir todos os grupos alimentares, em pequenas porções,  nas principais refeições (desjejum, almoço e jantar):

Boas fontes de carboidratos complexos: pães e massas integrais, arroz, tubérculos,  tais como batata doce, aipim, batata baroa, etc;

Proteínas de alto valor biológico: feijões,  soja, grão de bico,  leite e derivados,  carnes (aves, peixes, suína e bovina) e ovos;

Alimentos reguladores: frutas, legumes, verduras, que são ótimas fontes de vitaminas e sais minerais. 

E não esqueça de manter o acompanhamento pré-natal pois algumas suplementações são muito necessárias neste trimestre da gestação.

Por Samantha Mallmann, Nutricionista Materno-Infantil, mãe do Lorenzo e da Manu.

postagens anteriores

Atividades de estimulação para as crianças de 0 a 12 meses

05/08/2020

Há diversas atividades que podemos realizar em casa e que podem auxiliar nossos filhos a aprenderem as habilidades esperadas para sua faixa...

Ler mais

05 benefícios da amamentação para saúde das mães

03/08/2020

Em agosto é comemorado o mês Mundial do Aleitamento Materno. Nessas datas comemorativas sempre falamos muito de...

Ler mais
Olá, precisando de ajuda? Tire suas dúvidas conosco!