topo

Gravidez não é doença, mas...

17/09/2021

Você já deve ter ouvido a frase “gravidez não é doença”, não é mesmo? De fato não é, mas baixa nossa imunidade, sentimos dor aqui, dor ali. Isso sem falar no nosso emocional, que fica bem mexido com o tanto de dúvidas e medos das novidades que chegam a cada semana.

Claro que algumas mães passam ilesas por tudo isso, mas oh, podemos afirmar que é minoria. Segundo uma pesquisa realizada com as nossas seguidoras do instagram, 91% das mães sentem, ou sentiram, algum tipo de dor.

As primeiras semanas de gestação normalmente são marcadas por um misto de sentimentos, uma felicidade tão grande quanto proporcional ao medo. Medo de não dar conta, medo da grande mudança que está por vir, medo de passar pelas 12 primeiras semanas, que é um período decisivo para a gestação.

Esse período inicial da gestação também pode ser marcado pelos primeiros incômodos. Aqui, lembro de sentir bastante cólica na 6ª e 7ª semana. E pensava, “será que é normal?”. Na época, pesquisei na internet, perguntei para minha médica, e comecei a descobrir vários incômodos que poderiam aparecer durante a gestação. Aquele, seria só o primeiro.

Nem toda dor/incômodo na gestação significa algo ruim, mas é normal ficar assustada em algumas situações. Arrisco dizer que as dores na gestação são inevitáveis. Mas, quais incômodos podemos esperar como mais comuns ou normais?

Enjôos, azia, cólicas, sonolência, dor nas mamas e dor nas costas são alguns dos que mais ouvimos.

As cólicas, realmente, são bem comuns no início da gestação em função das alterações hormonais e expansão do útero. Depois, nossos músculos vão se afrouxando e nossos órgãos se realocando, e isso também pode causar incômodos abdominais.

Com a gestação mais evoluída e a nova carga de peso, podem começar a aparecer outras dores, como as dores pélvicas e as dores nas costas. A dor lombar foi a grande “vilã” na nossa pesquisa, com 61% dos votos das mães.

Outra bem comum, que apareceu por aqui, em segundo lugar com 19% dos votos, foi a dor no nervo ciático. Eu tive muita dor no ciático, e o que aliviou muito foi fazer alongamentos todos os dias, além das compressas quentes que auxiliam no relaxamento corporal. Na época, não tinha minha Bolsa Térmica Natural da Mercur mas, dei um jeito de colocar um calorzinho para diminuir o desconforto.

Como já falamos em outro momento, a Bolsa Térmica Natural pode ser aliada em várias situações, desde aquele momento de autocuidado, para relaxar o corpo e dormir melhor, até alguns incômodos da gestação, como as cólicas do início, as dores no ciático, costas e lombar, aliviando a musculatura que começa a sofrer pelo ganho de peso. Essa opção de bolsa natural da Mercur é muito segura, pois não tem risco de vazamento e aquece super rápido no micro-ondas. Ela é dermatologicamente testada e além disso, pode ser aproveitada futuramente também para aliviar as cólicas do bebê.

Segundo a Fisioterapeuta Pélvica e Doula, Bianca Boscarino, “A compressa morna está entre os principais recursos indicados para as gestantes para diminuir dores musculoesqueléticas, muito frequentes nessa fase da vida. De fácil aplicação, é uma ótima pedida para auxiliar no relaxamento, diminuindo tensões e rigidez muscular. Em geral, a maior parte das gestantes que apresentam esses desconfortos, queixam-se de dores na região lombar e no sacro. E a aplicação do calor por 20 minutos ajuda a amenizar esses sintomas. Vale ressaltar que todas as queixas devem ser relatadas ao obstetra”.

E se você quiser conhecer mais sobre os benefícios do uso e os componentes naturais da Bolsa Térmica da Mercur, é só acessar AQUI.

Por Mari, mãe da Ceci e Taís, mãe da Rafa e do Dudu. Co-founders Benditas Mães.

postagens anteriores

Hormônios de Sono

22/09/2021

O sono é uma necessidade do organismo como qualquer outra e tem importantes funções como desenvolvimento cerebral,...

Ler mais

Encorajando o desenvolvimento da linguagem

20/09/2021

Desde pequenos podemos estimular e encorajar a comunicação com nossos filhos seguindo os passos abaixo:

Converse com seu...

Ler mais
Olá, precisando de ajuda? Tire suas dúvidas conosco!