Educação financeira dos filhos: 6 dicas importantes

17/07/2020

Nós pais, na maioria das vezes, nos preocupamos muito com o planejamento financeiro para a chegada dos filhos. Pensamos nos gastos iniciais com fraldas e roupinhas, que parecem ser despesas sem fim, não é mesmo?! Depois que as crianças vão crescendo as preocupações financeiras são outras, mas elas sempre existirão.

Uma das nossas preocupações é como educar financeiramente nossos filhos, e esse é um assunto fundamental que devemos cultivar desde cedo. Sim, isso mesmo! Quanto antes começarmos a educar nossos filhos a lidarem com o dinheiro, melhor eles estarão preparados para quando efetivamente forem os responsáveis por suas próprias finanças.

Mas quando devemos começar a conversar sobre dinheiro com as crianças? Qual a melhor forma de abordar e ensinar sobre o assunto?

Sabe aquela idade, ou fase em que as crianças começam a ter noção do comprar? Seja na loja de brinquedos, no supermercado, ou mesmo no computador (sim, eles já são nativos tecnológicos). Quando esses pedidos começam a acontecer é o primeiro sinal de que você pode iniciar as conversas sobre dinheiro com o seu filho.

Eles ainda são pequenos para informações complexas, mas já podem absorver informações sobre os cuidados com o dinheiro (cédulas e moedas), que não podem ser rasgadas, ou perdidas, que nem sempre temos dinheiro para comprar o que eles querem.

Quando já estão um pouco maiorzinhos, lá por volta dos 6 anos, já podemos introduzir informações mais complexas. O trabalho e a relação com o dinheiro, o valor das coisas e como economizar. Nessa idade, também é um bom momento para introduzir uma mesada.

Por aqui, somos fãs da mesada, que pode ser semanal, quinzenal, mensal, importante é que seu filho seja incentivado a ter gestão do “seu próprio” dinheiro. A partir da mesada, podemos ajudar as crianças a planejarem objetivos, que podem ser de curto, médio, ou longo prazo. Faça-os sentirem desde cedo a satisfação que é a conquista de um objetivo. Ganhar um brinquedo é muito bom, mas conquistá-lo com as suas economias tem um sabor ainda mais especial!

Necessidades x Desejos

Comece a conversar com seu filho sobre necessidades e desejos, explique a diferença entre o que “precisamos” e o que “queremos”. Crianças buscam constantemente satisfazer seus desejos, e não há nada de errado nisso, mas também buscam por limites. Entendendo bem as diferenças, e recebendo limites, elas se sentirão seguras e preparadas para, no futuro, tomarem as melhores decisões.

Algumas reflexões que podemos propor:

  • Será realmente necessário trocar a mochila da escola, ou podemos aproveitá-la mais um ano?
  • Você precisa mesmo desse brinquedo que é super parecido com aquele outro que está guardado?

Experiências x Bens Materiais

É importante mostrarmos às crianças o valor das experiências, e não só o valor das “coisas”. Fazer uma viagem, convidar os amigos para uma festa, ir a um parque de diversões, assistir um filme no cinema... Explique que essas experiências também requerem investimento, mas que muitas vezes nos trazem uma satisfação bem maior do que os bens materiais.

Relação trabalho x dinheiro

Converse com seu filho desde cedo sobre a relação do trabalho com o dinheiro. É importante para as crianças entenderem por que os pais precisam trabalhar e como “ganhamos” dinheiro. Mostre que com o trabalho adquirimos bens, pagamos pela educação, pelo lazer e, também, pelas experiências.

Dessa forma, eles entenderão que compras não envolvem apenas o dinheiro, mas também o tempo de dedicação ao trabalho para comprá-las.

Fale sobre a construção do futuro

As crianças precisam entender desde cedo como as decisões de hoje impactam no futuro. Mostre a elas que devemos ter objetivos e que, para alcançá-los amanhã, devemos nos esforçar hoje. Ensine, também, sobre os princípios de poupar, sobre guardar dinheiro para concretizar algo que queremos.

Traga para o concreto e para a realidade deles, eles certamente assimilarão melhor.

  • Quer comprar um vídeo-game? Vamos calcular quantos meses de mesada você precisa juntar...

Seja o exemplo sempre

Teorias são ótimas, mas exemplos são fundamentais! Seja um exemplo para o seu filho, dessa forma ele poderá vivenciar na prática tudo que você está falando. Tenha uma boa gestão financeira familiar e converse sempre com seus filhos sobre os objetivos da família, quanto mais incluímos as crianças, mais elas se sentem parte importante dessa construção e aprendem também.

Ajude-o a sonhar e investir nos sonhos

Nunca limite os sonhos do seu filho! Ensine que na vida as coisas devem ser merecidas e conquistadas, e que com esforço e dedicação devemos sempre correr atrás dos nossos sonhos!

Quer investir no futuro do seu filho? A Warren pode te ajudar!

 

Por Mari, mãe da Cecília, e Taís, mãe da Rafa e do Dudu.

Co-founders do Benditas Mães

Instagram @benditasmaesoficial

postagens anteriores

Atividades de estimulação para as crianças de 0 a 12 meses

05/08/2020

Há diversas atividades que podemos realizar em casa e que podem auxiliar nossos filhos a aprenderem as habilidades esperadas para sua faixa...

Ler mais

05 benefícios da amamentação para saúde das mães

03/08/2020

Em agosto é comemorado o mês Mundial do Aleitamento Materno. Nessas datas comemorativas sempre falamos muito de...

Ler mais
Olá, precisando de ajuda? Tire suas dúvidas conosco!