topo

Dos desafios, um recomeço!

03/12/2019

Independência, viagens, negócios, reuniões, convenções, hotéis semanais, transferências, mudanças, finais de semana de balada, filmes, sono... LIBERDADE... essa era minha vida antes da maternidade.

De repente, grávida! Oh Deus, agora? Não era esse momento, aliás, não sei quando seria.

Book de gestante perfeito, enxoval internacional, que maravilha! Apesar de grávida, ainda era “livre”, mal sabia o que nos esperava.

Enfim, chegou a hora, Murilinho nasceu... tudo lindo e planejado, como sempre, parto lindo e fotografado... 

E  entre todos os desafios do puerpério, toda solidão e dificuldades que a mãe sente, aquela infernal privação de sono, veio a notícia (pra mim, arrebatadora) marido transferido! Isso mesmo, mais uma mudança com um bebê recém-nascido.

Além da minha liberdade, lá se foram: profissão, meus amigos, meus médicos... meus sonhos... Me peguei sozinha, sem ajuda, sem apoio, meu marido em região nova, me ajudava como podia! E agora? O que vai ser de mim? Quem sou eu afinal, cadê aquela mulher?

Precisava de ajuda, precisava fazer “esse menino” dormir, SOCORRO!   Como não podia contar com ninguém, não conhecia nem a vizinha, me aprofundei em leituras, cursos, quando conseguia lia artigos, mesmo que fosse debaixo do chuveiro!  Fiz amizades lindas através dos cursos, construí uma rede de apoio online maravilhosa.

E então, eu consegui! Meu filho dormia 12 horas de sono noturno com 6 meses. Como não ajudar outras mães? Meu Deus! Isso é mágico, preciso que saibam que é possível! Passei a ajudar muitas mães e todas me falavam: você tem que trabalhar com isso, tem muita didática e é muito paciente.

E olhem só, que surpresa! Eu, logo eu, que nem imaginava ser mãe, me achei profissionalmente, apesar de todas dificuldades, eu me achei!

Nunca nem passou pela minha cabeça que um dia viraria consultora de sono materno infantil, aliás, nem sabia que isso existia, até precisar!

Hoje, estou feliz e realizada, além de ajudar muitas mães, participo ativamente da educação do meu filho. Estudo muito! Continuo fazendo curso para me especializar e quero atingir o maior número de famílias possível.

Realmente, não é fácil ser mãe, mas entre tantos percalços podemos descobrir algo brotando em nosso coração.

E se você precisar se reinventar também? Quem sabe fazer brigadeiros? E por que não? Quem sabe você se descubra uma ótima doceira!

Por Fernanda Schizzi Rocha, mãe do Murilo

postagens anteriores

Precisa produzir leite na gravidez?

18/06/2021

A amamentação acontece só depois que o bebê nasce, certo? Então, seria complicado manobrar uma...

Ler mais

Esse tal de períneo

17/06/2021

Quem está grávida, muito provavelmente, já ouviu falar em períneo! As que desejam um parto vaginal, então,...

Ler mais
Olá, precisando de ajuda? Tire suas dúvidas conosco!