topo

Devo obrigar meu filho a raspar o prato?

14/05/2021

Nossos hábitos alimentares são formados na infância, por isso é importante que ensinemos às crianças bons hábitos desde cedo. Porém, muitos pais pautados em antigas crenças populares de que “criança gordinha é sinônimo de saúde” acabam obrigando os pequenos a “rasparem o prato”, por isso criou-se o mito de que não se pode deixar nenhum grãozinho sobrar.

Mas será mesmo que os pais devem obrigar a criança a raspar o prato sempre? A resposta é NÃO, pois essa atitude pode trazer várias consequências negativas como por exemplo:

Despertar na criança uma aversão à comida e com isso, fazer com que coma ainda menos.

Comprometer a noção de saciedade e fome, pois mesmo se sentindo satisfeita a criança é forçada a comer mais.

Desenvolver obesidade infantil e na vida adulta, o que pode acarretar doenças como diabetes, hipertensão, entre outras.

Por isso, o ideal é não forçar e sim educar a criança para que ela entenda a importância de se alimentar sem exageros e de comer porções que realmente a satisfaçam. Sendo assim, para melhorar ainda mais a educação nutricional dos pequenos, os pais podem optar pelo acompanhamento de um nutricionista materno infantil. A orientação do profissional, em muitos casos, pode ser crucial para a manutenção da saúde na infância, e seus benefícios irão se estender para a vida adulta. 

Caso precise de ajuda com a alimentação de seu filho eu estou à disposição, entre em contato para mais informações sobre consultas.

Por Fernanda Seleghini, Nutricionista Materno Infantil.

Para conhecer mais o trabalho da Fernanda é só acessar o instagram @f.seleghini.nutri

postagens anteriores

Precisa produzir leite na gravidez?

18/06/2021

A amamentação acontece só depois que o bebê nasce, certo? Então, seria complicado manobrar uma...

Ler mais

Esse tal de períneo

17/06/2021

Quem está grávida, muito provavelmente, já ouviu falar em períneo! As que desejam um parto vaginal, então,...

Ler mais
Olá, precisando de ajuda? Tire suas dúvidas conosco!