Acidentes domésticos com crianças

12/05/2020

As crianças são pequenas exploradoras do mundo e o primeiro ambiente a ser explorado é a sua casa. Os adultos costumam ver o mundo através dos seus olhos e podem desvalorizar os perigos presentes nos ambientes da casa. No Brasil os acidentes representam a principal causa de morte entre crianças e adolescentes de 1 a 14 anos. Eles causam cerca de 13 óbitos por dia e são ainda responsáveis pela hospitalização de mais de 120 mil jovens.

Neste período de isolamento social as crianças estão em casa a maior parte do tempo e foi observado o aumento de 30% de acidentes domésticos. Estudos americanos comprovam que 90% dos acidentes são evitados a partir de mudança de comportamento. Como diz o ditado: “Seguro morreu de velho”! Com isso, preparar o ambiente para receber a criança é fundamental: se abaixar e ficar na altura da criança, olhar em torno para perceber o que está à sua altura e o que pode ser perigoso para ela. O ambiente preparado deve ser aquele que melhor provê meios para a criança crescer e se desenvolver com liberdade e o máximo de independência, mas com segurança.

De acordo com a idade, é possível classificar os riscos e as medidas de proteção necessárias.

Quando o bebê é totalmente dependente do adulto, os acidentes mais frequentes são queimaduras, quedas, engasgo. Para prevenir devemos adotar medidas como:

  • Cuidado na hora de colocar o bebê para dormir, deixando-o de barriga para cima, manter as laterais do berço sem protetores de berço, brinquedos, almofadas.
  • Experimentar a água do banho ou mamadeira com a região do antebraço. A temperatura ideal é 36º C.
  • Nunca beba líquidos quentes com a criança no colo.
  • Não deixar a criança sozinha no trocador.
  • Nunca deixe a criança sozinha na banheira.
  • Ao carregar o bebê no colo, nas escadas, apoie-se no corrimão.
  • Utilize telas ou redes de proteção nas janelas, sacadas, mezaninos.
  • Utilizar soquetes nas tomadas e protetores nos cantos dos móveis.
  • As panelas devem ter as alças viradas para dentro do fogão e muita atenção com o forno quente.
  • O andador não deve ser usado, nunca, em nenhuma idade. Tanto ele prejudica o desenvolvimento e o andar da criança, como tem sido causa de graves acidentes com traumatismos cranianos significativos.
  • Não deixe produtos de limpeza, produtos tóxicos, ou cáusticos, ou ainda qualquer medicação ao alcance da criança.

Quando permitimos que a criança mexa com coisas que não são de criança, devemos lhe ensinar a forma perfeita e correta de fazer isso. Mesmo assim, a sua impulsividade e o não saber avaliar todas as consequências de seus atos, podem levá-la a se expor a riscos. Por isso, a supervisão ativa e constante do adulto cuidador é sempre necessária. Também não esqueça que o exemplo é indispensável!

Por Michele da Rosa Ferreira, Enfermeira Neonatal e Mãe da Tainá.

postagens anteriores

Atividades de estimulação para as crianças de 0 a 12 meses

05/08/2020

Há diversas atividades que podemos realizar em casa e que podem auxiliar nossos filhos a aprenderem as habilidades esperadas para sua faixa...

Ler mais

05 benefícios da amamentação para saúde das mães

03/08/2020

Em agosto é comemorado o mês Mundial do Aleitamento Materno. Nessas datas comemorativas sempre falamos muito de...

Ler mais
Olá, precisando de ajuda? Tire suas dúvidas conosco!